quarta-feira, 20 de maio de 2009

Eu e meu mundo


Ninguém pode supor jamais, que fico em um mundo transparente, ouvindo os meus segredos e tentando desvendar meus sentimentos.Hoje acordei exatamente as 05h00 da manhã e fiquei na varanda do meu apartamento, junto com minha flor laranja, conversando com o meu coração.
Nesta conversa vimos que sempre é ele (coração) quem fala e não a razão. Concluímos assim, pois só me pego escutando o coração e a razão nessas horas pode se matar de gritar que nunca se faz ouvir. Como dizer milhares de coisas sem saber, e depois negar metade delas.
Claro que meu coração escuta tudo que vem a ele e sente medo por mim e por ele, ao ponto de me sufocar de ansiedade. Fico então naquela sensação de não querer mais, de mudar a chave, colocar um ponto final, trancar a porta, em fim, fazer algo acontecer. Na maioria das vezes nos unimos de esperança e pelo medo queremos nos afastar, sumir. Mesmo sabendo que não existe regras ou culpado no amor queremos somente agir e deixar o acaso e o tempo responder através do vento de uma manhã a resposta.
Ai vem a calma com a esperança de que logo logo tudo ficará bem. Talvez com aquela pequena dúvida: Se eu for até lá e tentar desvendar, será que ouvirei um sim?

2 comentários:

  1. E vale ir até lá? Confiaria no sim?
    Muitas vezes é bom se deixar levar...e se permitir...
    bjs

    ResponderExcluir